Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma vida igual a outras

Aqui nada se escreve, tudo se transforma... Uma história de vida igual a outras...

Aqui nada se escreve, tudo se transforma... Uma história de vida igual a outras...

Uma vida igual a outras

07
Jul18

O fim e o inicio de uma nova história

Cris

36340490_1715390308575968_1102052448823934976_n.jp

 

Sobre os meus ultimos anos, em que fui e voltei pelo mundo dos blogs...

 

Quando se volta, ao fim de tanto tempo, reparamos que não perdemos só de escrever. Perdemos também o acompanhar de outros que já se foram também... 

Com todas as mudanças que tive na minha vida, acabei também por me afastar daqui, afinal este blog começou no inicio de uma história que eu julgava ser "para sempre", mas que afinal a vida te ensina que os "para sempre" são muito poucos...

Não foi fácil, afinal o homem que eu julguei como certo para mim, aquele que me deu a minha filha, aquele que me levou ao altar, no fim de contas era um mito : nasceu, cresceu e morreu.... Assim, sem aviso prévio, de um dia para o outro.

No inicio lutei com todas as minhas forças para o reconquistar, pois naquela altura era mais facil para mim ficar temporáriamente cega ( e surda) do que aceitar aquilo que estava a viver, depois veio o odio e a revolta e no fim, o pior de tudo:  a Raiva!!!

O processo de divórcio foi simples.... eu não quis nada ( naquela altura só me queria ver livre dele de uma vez por todas) então em menos de 3 minutos o juiz declarou que estavamos divórciados. 

O pesadelo veio a seguir, um mês depois estavamos nas barras dos tribunais a disputar a guarda da Ana  durante um ano, processo esse que me ia matando, em menos de 2 meses tinha perdido 21 kg e para mim a vida era negra, tudo a minha volta era negro e baço.... Comia cafés e bebia cigarros....

Tive o meu pior ( e unico) acidente de carro, desfiz o meu carro completamente novo ( nas minhas maos) contra um raile numa manhã de geada ao ir para o trabalho, naquela altura tomava comprimidos para dormir, para acordar e para me manter acordada e por isso perdi os reflexos e espetei-me de frente numa curva... Hoje acredito que esse acidente salvou-me a vida. 

Foi o abanão para acordar.... Foi como se agarrassem em mim e me dessem dois estalos muito bem dados e me gritassem aos ouvidos " ACORDA CRISTINA" e por milagre.... eu acordei!

Bati na minha propria mesa e jurei a mim própria que iria vencer... Que tinha de encontrar a luz na minha vida, não era justo estar a matar-me aos poucos e arrastar os meus mais próximos comigo. Tinha de o fazer, se não fosse por mim, pelos meus mais que tudo.

 

Hoje olho para trás e relembro-me desses tempos e emociono-me.

Foi o processo mais complicado que tive de viver na minha vida, libertar-me da minha própria sombra... Aprender a ver nas trevas a grandeza da escuridão e libertar-me dela. Mas libertei-me. E depois de muitos tropeços, cabeçadas, empurrões e desilusões. eis que de um dia para o outro, sem avisar, como se estivesse apenas a abrir uma janela.... a minha luz aparece.

 

E aí começa uma nova história....

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D