Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Uma vida igual a outras

Aqui nada se escreve, tudo se transforma... Uma história de vida igual a outras...

Uma vida igual a outras

Aqui nada se escreve, tudo se transforma... Uma história de vida igual a outras...

Tipo de Partos


Existem apenas dois tipos de parto: parto eutócico ou distócico.


O parto eutócico é o que conhecemos por parto normal ou vaginal que ocorre com ou sem episiotomia (corte cirúrgico feito na região perineal para auxiliar a saída do bebé) e sem intervenção instrumental onde a expulsão do bebé ocorre apenas com a pressão que as paredes do útero exercem sobre o mesmo.


O parto distócico é o parto realizado com intervenções instrumentais tais como fórceps, ventosa ou cesariana.


Fórceps é um instrumento cirúrgico que tem a forma de uma colher e é colocado dos lados da cabeça do bebé ajudando-o a sair.


A ventosa é colocada na cabeça do bebé que o ajuda a sair a cada contracção que a mãe tenha. O bebé fica com uma saliência na cabeça, mas desaparece passado alguns dias do nascimento. Geralmente, estes métodos são utilizados quando a mãe não tem mais força ou quando o bebé é demasiado grande ou em casos de risco.


Chama-se cesariana quando o parto é feito através de uma incisão no abdómen e, para alguns bebés e mães, representa a única esperança de vida mas, só é recomendada se o parto normal não for possível.A verdade é que a cesariana conseguiu diminuir consideravelmente a mortalidade das mães e dos bebés, antes ou durante o trabalho de parto.


Quando o bebé está em apresentação pélvica (de nádegas), quando o bebé é demasiado grande para nascer através de uma pélvis normal, quando há paragem de trabalho de parto, ou seja, quando não há dilatação suficiente, quando o bebé não desce o suficiente para a pélvis, quando há uma desaceleração do batimento cardíaco do bebé, quando o cordão umbilical é demasiado curto ou quando o bebé se encontra enrolado no mesmo, entre outras, é necessário a realização de uma cesariana. Por vezes também é desejo da mãe preferir que o parto seja realizado através de uma cesariana em vez de um parto normal.


O obstetra também dirá qual o tipo de parto mais indicado para cada caso.Seja qual for o desejo ou escolha, o importante é que o parto seja realizado o mais seguro e saudável possível tanto para a mamã como para o bebé.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D