Aqui nada se escreve, tudo se transforma... Uma história de vida igual a outras...

04
Jul 13

Não gosto de aviões.

É a mais pura das verdades, se há coisinha que não gosto é andar de avião.

O pah, podem la vir com as teorias que o avião é o transporte mais seguro do mundo bla bla bla, não interessa, eu tenho Pânico, pânico a séria com direito a hiperventilar e tudo...

Só ando de avião, porque no fundo, a vontade de chegar ao meu destino torna-se mais forte que o próprio medo...

Porém nos meus ultimos anos, as viagens de avião tem se tornado um verdadeiro parque de diversões, e isso tudo se deve a famosa companhia lowcost Ryanair.

Aquilo começa a ser hilariante desde o momento que entras no aeroporto, quando chegas a porta de embarque distingue-se logo das outras companhias, pelo simples facto de apesar ainda faltar mais de uma hora para a hora de partida (e o avião ainda nem sequer ter chegado a pista) já existe uma fila que nunca mais tem fim, pessoas ali tudo de pé a marcar território ansiosos por serem os primeiros a chegar ao avião e escolher os melhores lugares....

Depois lá começam, o pessoal do "Priority Boarding" são os maiores priveligiados, ve-se neles o olhar de satisfação por serem os primeiros a passar para a pista, o que é divinal, relembrando a minha ultima viagem de avião, que chovia que deus dava, e eu só agradecia por ter poupado 10€ por uma hora a chuva em plena pista do aeroporto a levar com os ruídos alucinantes das turbinas dos aviões.

Quando por fim lá chega o avião amarelo e azul, ainda tens de esperar que o pessoal desembarque, e esperar ansioso pela tua vez, lá vais tu todo contente para a fila e entrar para aquela que vai ser a viagem da tua vida...

Esta é a parte em que me põe com a barriga as voltas, esta é sem dúvida a pior parte de todas, a parte do levantar....

É aqui, no momento em que me sento e aperto os sintos que a cabeça começa andar a volta...

Para já as gajas setressam-me, todas com cara de caso, miculosamente a preseguir os passageiros, resmungando com toda a gente, para se despacharem e sentarem-se nos lugares, para sairem do corredor, para meterem as malas debaixo do assento da frente etc etc etc...

E depois lá vamos nós,  o piloto dá sempre bom tempo, as condições para voar são sempre Boas, o que me faz pensar que eu tenho sempre muita sorte....

Quem se quer distraír um pouco é olhar para as hospedeiras e aprender o que têm que se fazer em caso do avião se despenhar... (não se esqueçam de retirar as dentaduras, os óculos, os brincos e os sapatos) 

Depois lá se vai para a pista, o Silêcio apodera-se do avião, só se houve as turbinas, até que aquilo começa a tremer... o som fica muuuuito mais alto e lá arranca aquela coisa gigante em direcção ao céu, esta é sem duvida a pior parte da viagem, em que aqueles segundos que estas na pista no "levanta, não levanta, levanta, não levanta, levanta, não levanta) parecem horas, e depois lá sentes o cerebro a sair pelo nariz, e é aí que te apercebes que aquilo já esta no ar!

E não pensem o que sossego começou, porque esqueçam, sossego e silêncio é coisa que nesta companhia não existe! Lá começam as vendas: primeiro a distribuição das revistas ( o pah não podiam fazer isso sem ter de anunciar ao microfone) depois as comidas quentes, depois lá passam no corredor com o carrinho das bebidas, a seguir é a venda das raspadinhas a 2€, não contentes passam a venda dos perfumes e dos cremes com insenção de IVA, e para os fumadores Cigarros sem Fumo, e depois ainda não satisfeitos voltam as bebidas, e para quem quiser bilhetes dos autocarros descapotáveis também há.... Mas isto tudo anunciado a um microfone sem 5 minutos de silêncio. 

Finalmente lá passam as duas horas de viagem, e chega a hora de aterragem, que fica super divertida quando se viaja num avião cheio de tugas!

O avião em aproximação a pista, o pessoal todo a rezar avé marias e pai nossos, e mal a primeira roda bate na pista, já esta o pessoal ta todo a bater palmas (esquecendo-se que aquilo primeiro ainda têm de travar)... 

Por muito que as hospedeiras berrem para as pessoas se manterem sentadas e com o cinto posto, esqueçam, o pessoal fica todo surdo naquela hora, a ansiedade de se verem dali para fora é tanta que ainda aquilo não estacionou e já esta tudo empoleirado no corredor freneticamente a procura da mala de mão, atropelando mortalmente tudo o que apareça a frente,  mal as portas abrem parecem galinhas a saltar dali para fora como se tivessem enclausurados durante anos numa gaiola, quando na realidade só passaram umas miseras horas dentro de um avião....

publicado por Cris às 15:18
sinto-me:

Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


comentários recentes
Ahah pior, isso é notícia?
Ola francisco.Posso sim, manda-me um email para cr...
podes dar mais informações sobre hotel , rent-a-ca...
Ando perdida nos desafios... prometo que respondo ...
Cris! http://desafiosedesabafos.blogs.sapo.pt/lieb...
hahahahaha muita bom :)
estas noticias!!!!!!!!
ba da gla bu ma po?ou então lê versos de shakespea...
Isso acabou por acontecer na mesma noite que coloq...
Deve ser mais isso!!!!
Mensagens
Posts mais comentados
16 comentários
12 comentários
9 comentários
7 comentários
6 comentários
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO